Category

Decoração

Category

O tapete é um acessório que divide opiniões na decoração. Tem quem ame e tem quem prefira deixá-lo de lado, mas uma coisa é certa: ele pode dar mais personalidade e ajudar a trazer o aconchego que procuramos dentro de casa.

Se você é uma das pessoas que acredita que a peça possa dar um charme a mais nos seus ambientes, confira nossas dicas essenciais para saber como utilizá-los e mantê-los na sua casa da forma correta. Continue lendo para saber mais!

Por que utilizar tapetes na decoração de casa?

Assim como outros itens de decoração, os tapetes possuem inúmeras variações de modelos, tamanhos, cores e acabamentos. Cada um deles, com suas características específicas, podem contribuir para: 

  • Aquecer o ambiente escolhido;
  • Valorizar a decoração da sua casa;
  • Delimitar espaços;
  • Trazer aconchego e personalidade;
  • Diminuir ruídos, como os de móveis, por exemplo.

Portanto, mesmo tendo diversos benefícios, é importante ter em mente a importância da limpeza dessa nova peça, que deve ser feita regularmente. O acúmulo de poeira nos tapetes é um dos principais motivos que levam pessoas com tendências alérgicas a deixarem esse acessório de lado na decoração, mas isso não significa que você precisa se desfazer deles.

Higienizá-los com um aspirador de pó regularmente e colocá-los ao sol de tempos em tempos já irá resolver o problema. Ah, e nada de varrer a sujeira pra debaixo do tapete, combinado? 😉

3 dicas para utilizar tapetes na decoração da casa

1. Em qual ambiente colocar?

Para escolher onde colocar um tapete, é importante considerar o estilo da decoração da casa e os hábitos dos moradores. Por ser uma peça versátil, é possível incrementá-los na decoração interna, de salas e quartos, ou externa, como de varandas e entradas.

Em espaços conectados, como uma sala que se divide em área de jantar e de estar, é possível utilizar diferentes tapetes para delimitar o espaço de cada um deles. Se esse for o seu caso, você pode utilizar um tapete neutro em um espaço e um mais trabalhado e colorido em outro.

Outra possibilidade interessante é a de utilizá-lo como ponto focal de um ambiente que mereça mais atenção, como no canto de uma escrivaninha ou embaixo de uma mesa central.

2. Como decidir o tamanho ideal?

Após decidir onde colocá-lo, o tamanho do tapete precisa ser escolhido levando em consideração as proporções do ambiente. Quanto maior, mais atenção ele irá chamar, mas lembre-se de ter cuidado para não deixá-lo desproporcional aos móveis. 

Para te ajudar, recomendamos as seguintes medidas:

  • De 15cm a 20cm maior do que a área que está sendo demarcada;
  • Entre cerca de 10cm abaixo do sofá;
  • Para salas de jantar, é preciso calcular o espaço suficiente para arrastar as cadeiras.

3. Como escolher cores, formatos e materiais?

Se você já pesquisou tapetes para comprar, deve ter percebido a grande variação que eles podem ter. São diversos tamanhos, formatos e estilos estampados em materiais que vão desde as fibras até o couro, seja ele sintético ou legítimo.

Formas geométricas são uma grande tendência, assim como os tapetes feitos à mão (aqueles antigos tricôs e crochês das nossas avós voltaram com tudo!) com os formatos e cores mais inusitados. 

Cada um deles irá se encaixar melhor a estilos e cômodos diferentes e, por ser um objeto decorativo, cada uma dessas características irão se moldar ao estilo da casa e dos próprios moradores. Por isso, essa é a hora de usar a imaginação! 

Conheça alguns dos modelos queridinhos do momento:

Tapete persa

Tapete Persa

Tapete de fibra

Tapete de Fibra

Tapete de couro

Tapete de Couro

Tapete peludo

Tapete Peludo

Tapete redondo

Tapete Redondo

E os tapetes de parede?

Uma tendência que vem desde a antiguidade, utilizar tapetes na parede como decoração hoje em dia não se limita mais às peças antigas e extremamente caras. Você pode pendurar tapetes modernos ou clássicos, combinando com outros itens de decoração ou até mesmo entre si, fazendo sobreposições e misturando estampas.

Exemplo de Tapete na Parede

Pensar no tapete como uma obra de arte que merece ser pendurada no seu quarto ou sala demonstra autenticidade e personalidade, mas também requer atenção especial para não estragar suas paredes e dar um charme a mais na decoração. 

Por isso, não se esqueça de:

  • Pendurar tapetes não muito pesados, para não sobrecarregar a parede;
  • Utilizar velcro, varão de cortina ou uma moldura para colocá-lo no lugar;
  • Colocá-los sobre um painel ou adicionar filetes para as pontas não se enrolarem;
  • Limpá-los com frequência, assim como os tapetes de chão.

E aí, o que achou das dicas de tapetes para ambientes? Se esse post te ajudou a decidir como incrementar a decoração da sua casa, não se esqueça de contar com a gente quando precisar de uma ajuda na limpeza deles 🙂 É só clicar aqui e pedir um help que vamos até você!

Toda casa é especial. Não importa se bem grandona ou bem pequena, se cheia do luxo ou bem simples. E sabe por que toda casa é especial pra gente? Porque todas elas colecionam histórias de famílias, lembranças de amigos, memórias dos filhos, encontros entre pais e filhos e assim vai… Sim, toda casa tem valor, mas você concorda com a gente que uma casa bem decorada e organizada é bem mais legal?! 🙂

A gente adora todo tipo de casa, mas gostamos ainda mais daquelas cheias de nichos lindos espalhados pelo quarto, pela sala, pelo banheiro, pela cozinha e até pelo quintal. É sobre eles que vamos falar hoje: como aproveitar os nichos na decoração da casa? Como usar os nichos de forma bonita? Bora?

Os nichos decorativos chamam a atenção não importa onde estejam e nos ajudam a organizar os objetos que colecionamos ao longo da vida: porta-retratos, livros, home decor, souvenirs, bebidinhas, presentes dos amigos, tudo mais que você quiser! Além de economia de espaço, eles trazem charme e personalidade para os ambientes, e você pode usá-los de diferentes formas. 

Nichos na horizontal

Nesse esquema, é só priorizar a simetria horizontal dos seus nichos. Alinhe-os pelo centro e pendure um do lado do outro, numa linha reta. Esse modelo é bom para paredes largas, pois você ocupa os espaços com personalidade e os nichos dão um charme extra para elas. Dois nichos já são suficientes para esse modelo – mas você pode usar quantos quiser e couber.

Nichos na vertical

Se seus nichos são pequenos ou se sua parede é bem alta, alinhe os nichos pelo centro outra vez, mas posicione um embaixo do outro, preservando a simetria. Esse formato de organização dos nichos é legal para paredes mais estreitas, tipo uma paredinha num final de um corredor, por exemplo. Aqui, você consegue uma composição legal com dois ou mais nichos também.

Nichos na diagonal 

Se você prefere nichos desorganizados, mas ainda assim organizados (risos), opte para o modelo diagonal. Eles são indicados para paredes maiores, porque ocupam os espaços vertical e horizontalmente. Para essa composição de nichos, você vai precisar de, no mínimo, três peças, iguais ou não. Mas lembre-se de medir bastante e fazer uma marcação antes de fixar os nichos na parede, tá? Esse modelo é mais difícil um pouquinho de colocar.

Nichos alternados

Outro modelo legal de como organizar os nichos é alternar: um pra cima, outro pra baixo, outro mais no meio. Um pra cá, outro pra lá. Aí é você quem manda na forma de organizar. Sugerimos aqui fazer uma marcação a lápis, com fita ou com barbante na parede, para você conseguir visualizar antes como seus nichos vão ficar depois.

Nichos em mosaico regular

Se você tem vários tamanhos diferentes de nichos para pendurar, você pode montar um composé alternando os modelos e tamanhos. Fica bem legal e você foge do óbvio e do tradicional \0/

Nichos em mosaico irregular

Agora, se simetria não é prioridade pra você, um mosaico irregular de nichos fica com bastante personalidade e não dá trabalho nenhum montar – justamente porque é irregular. Essa é uma dica bem legal de como usar os nichos de forma descolada.

Versatilidade na hora de decorar

A gente escolheu os nichos não foi à toa: eles são, hoje em dia, as peças mais versáteis para você decorar seus ambientes. Nichos na sala, para você colocar objetos de decoração; na varanda e no quintal, pra você colocar plantinhas; nichos no banheiro, para você colocar produtos de higiene pessoal, toalhas de rosto e aromatizantes; na cozinha, para utensílios do dia a dia, potinhos de tempero e o que mais você quiser deixar de fácil acesso. Viu só? Eles são as peças de decoração mais versáteis que você pode ter em sua casa, e você é a pessoa mais indicada para descobrir como usar os nichos de forma estilosa.Mas olha só: eles precisam de limpeza frequente, porque são quase “armários abertos” ou “prateleiras fechadas” 🙂 Se você gostou da ideia de encher a casa de nichos, mas já tá pensando na preguiça de tirar tudo para limpar, pede um help aí! A gente ama nichos, a gente ama tirar coisas do lugar, mudar, limpar, reorganizar. Se gostou desta última dica de como limpar a casa, então toca aí! 🙏

Já falamos aqui que o sofá é um dos lugares mais queridinhos da casa de qualquer um, certo? Se quiser conferir as dicas de limpeza de sofá que já trouxemos pra vocês, tá na mão! Apesar do papo de hoje estar relacionado a esse móvel tão importante no bem-estar da casa, o objeto escolhido dessa vez é outro: que tal uma manta para embelezar seu sofá?

Reunimos aqui 05 dicas de como usar mantas de sofá, para vários motivos: para dar um charme extra; para proteger seu móvel contra poeiras e sujeiras, combinar com seu sofá queridinho, explorar a criatividade na decoração, e o que mais você imaginar! Quer ver?

#1 – Para uma sala mais aconchegante

As mantas de sofás são objetos de decoração que cabem no seu bolso e podem, se usadas da forma correta, mudar todo o seu ambiente. Ah, e elas podem ser usadas o ano todo, e não só no inverno, como muita gente pensa. O segredo aqui é escolher mantas que combinem tanto com o seu sofá quanto com os outros objetos do ambiente, então escolha bem o tecido, as estampas e o tamanho. Se seu sofá é pequeno, é melhor escolher uma manta para o canto dele; se você um sofá bem grandão, talvez o ideal seja uma manta mais grossa, mais vistosa, e bem maior, é claro 😉

#2 – Para proteger seu cantinho favorito

Um dos principais objetivos das mantas de sofás é proteger o sofá. Elas cobrem uma grande área e acabam protegendo contra poeira, sujeira e até líquidos que podem cair sobre ele. Mas as mantas de sofás também podem ser usadas para proteger áreas desgastadas ou desfiadas do seu sofá, garantindo mais organização e cuidado para sua sala.

#3 – Para todos os tipos de sofás

As mantas de sofá podem ser feitas de diversos tecidos, como lâ, linho, pele sintética, algodão, fio acrílicos e por aí vai. E podem também ser feitas de várias cores e tamanhos, com ou sem estampas, o que garante uma versatilidade enorme para esse objeto de decoração. Tá na dúvida qual manta de sofá escolher para o sofá? Prefira um tom neutro, sem estampas – um mais basiquinho mesmo, sabe? – assim você garante que sua manta combine com qualquer objeto ou móvel que você escolher.

Agora, se você é do tipo que prefere ambientes cheio de vida e de cores, escolha uma bem colorida. Mas lembre-se que é um pouco mais difícil combinar. A dica aqui é usar sua criatividade para encontrar aquilo que vai te fazer bem 🙂

#4 – Para usar do seu jeito

O mais legal das mantas é que, por serem móveis e facilmente manipuladas, você pode usar hoje assim, amanhã do lado de lá, semana que vem do lado de cá 🙂 Mas se você está se perguntando “como eu uso a manta no meu sofá?”, vamos te ajudar. A maneira mais comum é dobrar a manta pela metade e colocá-la sobre uma parte do encosto e do assento do sofá, deixando espaço de sobra para os dois lados.

Sofá com manta no encosto

Outra forma mais despojada é deixar a manta solta no sofá, meio bagunçada mesmo, como você pode ver abaixo:

Sofá com Manta Solta e Bagunçada
Sofá com Manta Solta

Outra forma simples e funcional (porque atrapalha menos quem for usar o sofá) é deixar a manta sobre o braço do sofá, ocupando um pedaço do assento.

Manta no braço do sofá

Outra opção para quem tem chase ou sofás que podem ser abertos é deixar a manta dobrada sobre esse espaço.

Sofá com manta dobrada
Sofá com Manta

Uma forma que adoramos é deixar a manta meio jogada no canto do sofá, subindo pelo encosto lateral, só que, nesse caso, você usa outros elementos essenciais para a decoração da sala, pra dar aquele charme: as almofadas.

Sofá com manta jogada
Sofá com manta jogada

Tem muitas e muitas maneiras de usar a manta de sofá. E não certo e errado aqui, na verdade. Cuide da sua manta e do seu sofá com carinho, que temos certeza que você vai arrasar!

#5 – Para combinar com o que você quiser

Uma dica legal de como usar manta para sofás é combiná-las com algum outro elemento do ambiente. Aí, de novo, é a criatividade que manda: pode ser seu tapete, um objeto de decoração na estante, um vaso de flor ou planta, a cortina da sala, um quadro na parede. Pode ser o que você quiser! O difícil aqui vai ser só encontrar a manta do jeitinho que você quer. Para isso, indicamos uma busca online na Mobly. Opções não vão faltar, você vai ver 😉

As mantas do sofá são de grande ajuda pra gente cuidar melhor da nossa casa. E é importante mantê-las limpinhas também, assim como seu sofá. Conte com a nossa ajuda pra fazer esse trabalho pra você. Nossas Helpers vão saber encontrar a posição ideal da manta do sofá, além de garantir a limpeza da sala do jeito que você quer.