Sabia que a esponja que você usa para lavar a louça é o item mais sujo da sua casa? Sim, ela ganha do tão temido vaso sanitário com até 200 vezes mais germes, segundo o especialista Roberto Martins, mais conhecido como Dr. Bactéria. 

Isso porque, apesar de serem fiéis ajudantes da limpeza do dia a dia, elas também são o ambiente perfeito para que microorganismos perigosos se proliferem. Alguns deles, inclusive, são possíveis causadores de intoxicações alimentares, vômitos e diarreias.

Sabendo disso, é imprescindível conhecer mais sobre seus cuidados, esses que são específicos para cada tipo e finalidade da esponja, a fim de evitar possíveis problemas causados por elas. Vamos lá? 🙂

Principais tipos de esponjas 

1. Esponja multiuso

A mais comum delas, a esponja multiuso é a famosa dupla ação, que serve tanto para limpezas de peças mais delicadas quanto a de sujeiras mais difíceis de serem removidas. Pode ser utilizada para limpar louças em geral, como pratos, talheres e copos.

2. Esponja não risca 

Geralmente feitas em cor azul, essas esponjas são ideais para a limpeza de superfícies delicadas, como panelas antiaderentes e superfícies delicadas, como vidros, inox, superfícies polidas, entre outros.

3. Esponja prateada

A esponja prateada é produzida com poliéster e poliuretano, materiais que aumentam a durabilidade e, ao mesmo tempo, a delicadeza dessas esponjas. Elas podem ser utilizadas em superfícies antiaderentes, louças e cristais, por exemplo. 

4. Lã de aço

Indicada para limpezas pesadas, a lã ou palha de aço é uma boa opção para remover gorduras impregnadas no fundo de panelas e para a limpeza de grelhas, por exemplo. Por ser feita de aço, é importante tomar cuidado para não riscar e estragar itens mais sensíveis com sua utilização, como itens feitos de aço inox ou com camadas de teflon.

5. Esponja vegetal

Uma opção natural e sustentável, as esponjas ou buchas vegetais são ótimas aliadas da cozinha, já que possuem o mesmo poder de limpeza das esponjas sintéticas com a vantagem de não riscar ou danificar a louça, além de terem maior durabilidade e ajudarem a preservar o meio ambiente. Elas podem ser plantadas ou compradas em mercados.

Cuidados com esponjas e buchas de pia

Agora que você já conhece as opções mais utilizadas para a limpeza diária das vasilhas e pia, é importante lembrar que, independentemente do tipo que você estiver utilizando, é imprescindível trocá-las toda semana, além de desinfetar com água fervente todos os dias. Assim, você evita que germes se reproduzam e façam a festa na sua cozinha 😉

Faça higienizações diárias

Para a higienização do dia a dia, é possível utilizar alguns métodos recomendados pelo Dr Bactéria, como:

  1. Lavar a esponja e deixá-la submersa em água fervente por 3 minutos;
  2. Lavar a esponja e levá-la ao microondas, embrulhada em papel toalha, por aproximadamente 1,5 minutos;
  3. Deixar a esponja por 10 minutos em uma solução de água sanitária com água (duas colheres de sopa para 1L, respectivamente).

Mantenha-as sempre secas

A umidade é um dos maiores atrativos para a proliferação de germes e bactérias. Por isso, após utilizar suas esponjas, não esqueça de enxaguar em água corrente até sair toda a espuma, torcer bem e deixar em local arejado para secar, ok? 🙂

Use uma para cada local

Evite utilizar a mesma esponja para limpar locais diferentes, mesmo se eles forem dentro da cozinha. Cada espaço possui seus germes específicos e utilizar apenas uma esponja para todos eles pode aumentar o risco de contaminação a troca de germes e bactérias. 

O que achou das nossas dicas de limpeza das tão utilizadas esponjas de pia? Não se esqueça de colocá-las em prática para preservar suas louças e sua saúde 😉

Author

Sou fascinada pelo universo da decoração e organização da casa - as duas andam juntinhas. Adoro um bom papo com café no fim da tarde e como boa mineira não dispenso um pão de queijo. Amo ver séries novas, principalmente as que são comédias ou sitcoms. Acompanho sempre a vogue e blogs de decoração.

Write A Comment