Tag

armários

Browsing

Tanto em épocas mais frias como em ambientes isolados e fechados é comum que apareça o mofo, devido ao acúmulo de umidade nesses ambientes e o pouco contato com calor, como em ambientes em que não possuem contato direto com o sol, por exemplo.

O mofo se trata de microrganismos vivos, conhecidos por fungos, que estão presentes no ar e se proliferam em ambientes úmidos, causando diversos problemas respiratórios. São perigosos principalmente para pessoas que já sofrem com alguns desses problemas, como asma, rinite e sinusite. Ele também gera uma aparência desagradável nos ambientes, além do mau cheiro.

O mofo pode aparecer no teto, nas paredes e em armários, principalmente por ser um espaço que muitas vezes é pouco arejado. Por isso, o mais adequado é deixar as portas abertas pelo menos 20 minutos por dia, pois isso deixará o móvel mais arejado. 

Também é extremamente importante ficar de olho e sempre que precisar, usar produtos como o anti mofo para resolver esse problema. Pensando nisso trouxemos algumas dicas dos tipos de anti mofo, além de quando e como usar. Vem ver!

Anti mofo: o que é?

Existem várias opções de produtos anti mofo disponíveis nos supermercados, em lojas de construção e coisas para a casa. Eles podem vir em formatos diversos, como em potes, sprays e até mesmo eletrônicos.

O anti mofo é um desumidificador de ambientes, que absorve as micropartículas de água do ar, condensando-as e armazenando no próprio recipiente do produto (esse no caso do produto que vem em potes).  Ele pode ser usado em qualquer parte da casa que tenha acúmulo de mofo, como armários, gavetas, cozinha e banheiro.

O mais é importante para usar esses produtos e ter certeza de que eles serão eficazes é conferir se há cloro, formaldeído, glutaraldeido ou hidróxido de sódio na composição, pois essas são as substâncias mais eficazes para eliminar esses microrganismos.

Conheça os tipos de anti mofo

Anti mofo em pote

O anti mofo que vem em potes absorve a umidade do ambiente para dentro da embalagem. Ele pode vir em diversas versões, como sem cheiro ou com cheiro, sendo o último ideais para banheiros, por exemplo. Dessa forma, você adquire um produto com dupla utilidade: que evita o mofo e ainda deixa o ambiente mais perfumado.

Como usar?

É bem simples de utilizar o anti mofo em pote: basta abrir a tampa e retirar a proteção que vem colada, deixando apenas o filtro. Após esse processo, é só tampar novamente e colocá-lo no lugar escolhido. 

Dessa forma, ele vai absorver a umidade que estragaria suas paredes, móveis etc. e a manterá toda dentro do recipiente. E quando esse pote ficar cheio, é só trocar o refil e aproveitar a embalagem para usar novamente 🙂

Anti mofo em spray

Você pode espirrar ele em qualquer lugar onde tenha mofo. É possível utilizá-lo tanto para prevenir quanto para eliminar os fungos, o que é uma ótima vantagem desse tipo de anti mofo. E também tem opções de sprays sem cheiro e tem os perfumados também.

Como usar? 

Bem simples basta espirrar nos ambientes que são mais propícios à proliferação do mofo, como nas gavetas, armários e paredes.

Anti mofo preventivo

Também é possível encontrar em mercados a opção do anti mofo preventivo. Ele é perfeito para quem deseja prevenir os mofos em ambientes já propensos ao acúmulo de umidade, ao invés de utilizá-lo apenas quando ele já está lá. O anti mofo preventivo é incolor e pode ser aplicado em tetos, paredes e armários 🙂

Como usar?

Sua utilização é feita semelhante ao passar de tintas: basta dar a primeira demão, aguardar aproximadamente 4 horas de secagem e passar a segunda.. 

Quando usar produtos anti mofo?

É importante usar sempre o anti mofo em ambientes pouco arejados e que são mais úmidos ou mais propícios a umidade, lembrando que mesmo quando limpamos os ambientes o fungo permanece, pois quando limpamos apenas seus esporos são removidos, o que faz com que eles retornem. 

Portanto, para eliminar o mofo por completo, é necessário utilizar produtos anti mofo específicos e, se eles não forem suficientes, é essencial contar com uma limpeza especializada. Assim, você mantém seu lar livre dos mofos e mantém sua família sempre segura  😉

Esperamos que você tenha gostado das dicas! E se você precisar de uma mãozinha para te ajudar na limpeza, saiba que você pode contar com a gente: é só pedir um help clicando aqui que fazemos a ponte entre os melhores profissionais de limpeza domiciliar e o seu lar. Até mais! 

A gente sabe que a maior dificuldade do jovem moderno é organizar a sua casa. Por isso, além de te dar as melhores dicas, a 1HELP é uma plataforma onde você pode pedir uma limpeza na sua casa em menos de 15 segundos, e alocaremos uma diarista altamente qualificada pra você, com o melhor preço do mercado 🙂 Antes de pensar em organizar o seu armário, vamos pensar no que tem lá dentro? Você realmente usa tudo que você tem guardado? Então vamos lá…

Passo #1: Aquele limpa!

A cada seis meses, reserve um tempinho pra revisar todas as suas peças. Neste dia, tire tudo do guarda-roupa e separe em três pilhas, uma delas com peças que você usou pelo menos uma vez nos últimos seis meses, a outra que você usou mais de uma vez, e a outra que você não se lembra de ter usado no último semestre. Depois disso, faça o seguinte: As peças que você não usou, descarte as que estão em estado ruim, e doe para alguém as que estão em bom estado (é ajudando que vamos pra frente!). As peças que você usou pelo menos uma vez, guarde em um espaço pequeno, que não faça volume ou te atrapalhe no dia a dia. As peças que você usou mais de uma vez, reserve-as. Agora vamos organizá-las.

Passo #2: E pra onde vão as coisas?

Para saber onde vai o quê, é fácil: o ideal é que vestidos, paletós, camisas, e peças de tecidos que amassam facilmente estejam em cabides. Se eles estiverem nas gavetas vão amassar e ocupar muito espaço. As malhas, tricôs, calças jeans e peças menores podem ir nas gavetas, sempre pensando que devem estar dobradas e organizadas, otimizando o espaço do seu guarda-roupa.

Passo #3: Como não se perder na bagunça?

Coloque etiquetas de identificação. Pra lembrar o que vai em cada gaveta ou prateleira do seu guarda-roupa, pense em colocar etiquetas ou tags que te ajudem a organizar. No dia de lavar a roupa, vai ser fácil e rápido de colocar cada coisa em seu lugar.

Passo #4: Mas e aquela roupinha que uso sempre?

Deixe o que você mais usa, mais perto. Organize suas gavetas e prateleiras de maneira que, na altura dos olhos, fiquem as peças que você mais usa. Assim, você vai demorar menos na hora de escolher suas roupas.

Passo #5: Acho que vou me perder…

É só obedecer todos os critérios! Sempre siga à risca todas as regras que você criou. Este processo só te ajuda se você se ajudar! Tente fazer a manutenção do seu guarda-roupa frequentemente, e é claro: tirou, guardou. No começo pode ser difícil se acomodar com a nova ordem, mas é importante tentar manter o ritmo, em breve você se acostuma 🙂

Prontinho! Com estes 5 passos, agora o seu armário deve estar organizado e isso vai te ajudar a otimizar tempo e deixar a sua vida mais harmônica.